-
loading
Só com imagem

Revolucao russa

Lista mais vendidos revolucao russa

Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
"num nível filosófico, a revolução levantou questões profundas sobre como a justiça, a igualdade e a liberdade podem ser reconciliadas, questões que são relevantes ainda hoje, mesmo que as respostas dadas a elas pelos bolcheviques fossem fatalmente imperfeitas."
R$ 23
Ver produto
Curitiba (Paraná)
Título Lênin e a revolução russa Autor Jean Salem Língua Português
R$ 15
Ver produto
São Paulo (São Paulo)
livro "história resumida da revolução russa" de joel carmichel, da editora zahar. livro antigo porém de grande demanda! aproveite a promoção!  
R$ 10
Ver produto
Brasil (Todas as cidades)
Produto Novo Um relato surpreendente e nada sentimental da vida de Nicolau II, de sua abdicação em março de 1917 a sua execução Nicolau II, que chegou ao poder em 1894, não tinha preparo para governar. A falta de formação política fez com que aquele homem tímido tivesse sua vida e suas decisões influenciadas, sobretudo, pela esposa, a imperatriz Alexandra, e acabasse lançando a Rússia na Primeira Guerra Mundial. O país não estava apto para entrar no conflito, e o descontentamento cresceu com a escassez de alimento e as perdas militares. Em março de 1917, Nicolau foi forçado a abdicar do trono devido à revolução que eclodiu nas ruas de Petrogrado, enterrando de vez três séculos de Rússia imperial. Nos dezesseis meses posteriores, ficou primeiro detido em Tsarskoye Selo, depois, em Tobolsk e, por fim, em Ecaterimburgo, onde seria assassinado juntamente com sua família em julho de 1918. O último tsar lança um novo olhar sobre o reinado de Nicolau II, desvelando também o tipo de governante que ele acreditava ter sido — ao contrário da desastrosa realidade — e como acabou vítima de uma tragédia pessoal numa nação onde desempenhou um papel de considerável importância. É também um relato do fomento social, econômico e político na Rússia pré-Revolução, da tomada do poder pelos bolcheviques em outubro de 1917 e dos primórdios da república soviética de Lenin. Características Autor: Service,Robert; Chaves De Almeida,Milton Peso: 0.61 I.S.B.N.: 9788574321493 Altura: 23.000000 Largura: 16.000000 Profundidade: 2.700000 Número de Páginas: 478 Idioma: 1557 Acabamento: 1635 Número da edição: 1 Ano da edição: 2018 País de Origem: 3789
Ver produto
Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
Livro usado de bolso, com as bordas levemente amareladas e sem rasuras
R$ 17
Ver produto
Natal (Rio Grande do Norte)
Contato pelo Zap: 981014582 Editora Arqueiro Ano 2014 Queda de Gigantes - Vol.1 Cinco famílias, cinco países e cinco destinos marcados por um período dramático da história. Queda de Gigantes, o primeiro volume da trilogia O Século, do consagrado Ken Follett, começa no despertar do século XX, quando ventos de mudança ameaçam o frágil equilíbrio de forças existente - as potências da Europa estão prestes a entrar em guerra, os trabalhadores não aguentam mais ser explorados pela aristocracia e as mulheres clamam por seus direitos. De maneira brilhante, Follett constrói sua trama entrelaçando as vidas de personagens fictícios e reais, como o rei Jorge V, o Kaiser Guilherme, o presidente Woodrow Wilson, o parlamentar Winston Churchill e os revolucionários Lênin e Trótski. O resultado é uma envolvente lição de história, contada da perspectiva das pessoas comuns, que lutaram nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, ajudaram a fazer a Revolução Russa e tornaram real o sonho do sufrágio feminino. Ao descrever a saga de famílias de diferentes origens - uma inglesa, uma galesa, uma russa, uma americana e uma alemã -, o autor apresenta os fatos sob os mais diversos pontos de vista. Na Grã-Bretanha, o destino dos Williams, uma família de mineradores de Gales do Sul, acaba irremediavelmente ligado por amor e ódio ao dos aristocráticos Fitzherberts, proprietários da mina de carvão onde Billy Williams vai trabalhar aos 13 anos e donos da bela mansão em que sua irmã, Ethel, é governanta. Na Rússia, dois irmãos órfãos, Grigori e Lev Peshkov, seguem rumos opostos em busca de um futuro melhor. Um deles vai atrás do sonho americano e o outro se junta à revolução bolchevique. A guerra interfere na vida de todos. O alemão Walter von Ulrich tem que se separar de seu amor, lady Maud, e ainda lutar contra o irmão dela, o conde Fitz. Nem mesmo o americano Gus Dewar, o assessor do presidente Wilson que sempre trabalhou pela paz, escapa dos horrores da frente de batalha. O Inverno do Mundo - Vol.2 O inverno do mundo começa exatamente onde o primeiro livro terminou, quando as 5 famílias inter-relacionadas - Americana, Alemã, Russa, Inglesa, Galês - inseridas em um tempo de enorme turbulência social, política e econômica, com o surgimento do terceiro Reich, através da guerra Civil Espanhola e dos grandes dramas da segunda guerra mundial, e além disso com as explosões das bombas atômicas Americanas e Soviéticas. Eternidade por um Fio - Vol.3 Durante toda a trilogia "O Século", Ken Follett narrou a saga de cinco famílias: americana, alemã, russa, inglesa e escocesa. Agora seus personagens vivem uma das épocas mais tumultuadas da história, a enorme turbulência social, política e econômica entre as décadas de 1960 e 1980, com a luta pelos direitos civis, assassinatos, movimentos políticos de massa, a guerra do Vietnã, o Muro de Berlim, a Crise dos Mísseis de Cuba, impeachment presidencial, revolução... e rock and roll! Na Alemanha Oriental, a professora Rebecca Hoffman descobre que durante anos foi espionada pela polícia secreta e comete um ato impulsivo que afetará sua família para o resto de suas vidas. George Jakes, filho de um casal mestiço, abre de mão de uma brilhante carreira de advogado para trabalhar no Departamento de Justiça de Robert F. Kennedy e acaba se vendo não só no meio do turbilhão da luta pelos direitos civis, como também numa batalha pessoal. Cameron Dewar, neto de um senador, aproveita a chance de fazer espionagem oficial e extraoficial para uma causa em que acredita, mas logo descobre que o mundo é um lugar muito mais perigoso do que havia imaginado. Dimka Dvorkin, jovem assessor de Nikita Khruschev, torna-se um agente primordial no Kremlim, tanto para o bem quanto para o mal, à medida que os Estados Unidos e a União Soviética fazem sua corrida armamentista que deixará o mundo à beira de uma guerra nuclear. Enquanto isso, as ações de sua irmã gêmea, Tanya, a farão partir de Moscou para Cuba, Praga Varsóvia e para a história. Como sempre acontece nos livros de Ken Follett, o contexto histórico é brilhantemente pesquisado, a ação é rápida, os personagens são ricos em nuances e emoção. Com a mão de um mestre, ele nos leva a um mundo que pensávamos conhecer, mas que nunca mais vai nos parecer o mesmo.
Ver produto
São Paulo (São Paulo)
Livro em bom estado de conservação. Sinopse: ?Dez dias que abalaram o mundo? é não só um testemunho vivo, narrado no calor dos acontecimentos, da Petrogrado nos dias da Revolução Russa de 1917, como também a obra que inaugura a grande reportagem no jornalismo moderno. A Universidade de Nova York elegeu este livro como um dos dez melhores trabalhos jornalísticos do século XX. Reed conviveu e conversou com os grandes líderes Lênin e Trotski, e acompanhou assembleias e manifestações de rua que marcariam a história da humanidade. Esta edição traz apêndice com notas e textos de panfletos, decretos, ordens e resoluções dos principais personagens e grupos ligados à revolução Posso entregar no metrô Santana ou Tucuruvi. Se quiser também pode retirar na Rua Conselheiro Saraiva em Santana
R$ 15
Ver produto
São Paulo (São Paulo)
Aborda os processos históricos que ocorreram entre as revoluções burguesas e a Segunda Guerra Mundial por meio de textos e documentos cuidadosamente selecionados. Para sua escolha, levou-se em consideração um programa de leituras essenciais a um curso de História Contemporânea e a sua adequação, tanto no conteúdo quanto na forma, às reais condições de ensino e aprendizagem das salas de aula. São 72 textos que tratam, entre outros temas, da Revolução Industrial, do movimento operário do século XIX, das Revoluções liberais, do nacionalismo, do imperialismo, da Revolução Russa, dos fascismos e da Crise de 29. Obra indicada para as faculdades de História, Ciências Sociais, Filosofia, Direito, Economia e Educação, e para as boas escolas de Segundo Grau
R$ 28
Ver produto
São Paulo (São Paulo)
Nível de atuação Técnicos e Vendedores Tipo de empresa Empresa Privada Nacional Porte da empresa Grande (a partir de 500 funcionários) Sobre a empresa Fundada em 1977, a Helbor recebeu esse nome em homenagem ao patriarca da Família Borenstein. O nome Helbor é o resultado da fusão das iniciais de Hélio Borenstein, um imigrante russo que veio da Ucrânia, em 1917. Ele saiu de seu país natal devido à 1ª Guerra Mundial e à Revolução Russa, desembarcando de navio no Brasil, no Porto do Rio de Janeiro. Um acaso o levou a Mogi das Cruzes, em São Paulo. Devido à dificuldade com o idioma, acabou descendo na estação errada. Este foi o erro mais acertado em toda a sua vida, porque foi lá que ele consolidou uma história de trabalho, respeito e sucesso empresarial. Assim, partimos da história do Sr. Hélio para revelar as particularidades que constroem a narrativa da Helbor e a nossa identidade. A nossa história começa dentro de casa, com a nossa família, e temos orgulho de ser uma empresa familiar. Área de atuação Comercial e Vendas Ramo de atividade Corretagem Departamento Comercial Local de trabalho 5 vagas - Guarulhos / SP 5 vagas - Osasco / SP 5 vagas - São Bernardo do Campo / SP 5 vagas - São Paulo / SP Principais atividades Intermediação imobiliária. Oferta Ativa. Captação de clientes. Gestão de carteira de clientes. Fechamento de contrato. Apresentação de maquete, decorado, apartamento modelo. Prospecção de vendas. Acompanhamento de pós vendas, Escolaridade mínima Ensino Médio Técnico (2º Grau) Incompleto Habilidades esperadas Boa comunicação. Boa desenvoltura. Horário de trabalho Período Integral Meio Período manhã Meio Período tarde Modalidade de contratação Estágio Autônomo Remuneração a combinar Benefícios oferecidos Estacionamento Comissões Premiações Parceria com escolas que fornecem o curso de TTI
Ver produto
São Paulo (São Paulo)
Nesses livros, Follett constrói sua trama entrelaçando as vidas de personagens fictícios e reais, como o rei Jorge V, o Kaiser Guilherme, o presidente Woodrow Wilson, o parlamentar Winston Churchill e os revolucionários Lênin e Trótski. O resultado é uma envolvente lição de história, contada da perspectiva das pessoas comuns, que lutaram nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial, ajudaram a fazer a Revolução Russa e tornaram real o sonho do sufrágio feminino.
R$ 62
Ver produto
Brasil (Todas as cidades)
Inclui E mais 19 reais a hora Todos os horário definidos Aula de história da primeira, revolução russa, guerra fria e segunda guerra Não inclui Material
Ver produto
São Paulo (São Paulo)
neste livro de grande interesse para a juventude, o autor descreve em linguagem clara as origens e evolução do comunismo desde que karl marx escreveu o capital. os leitores poderão encontrar uma análise serena e objetiva da revolução russa e do caos que se lhe seguiu; um exame do caráter de lenine, trotsky, stalin, nikita khrushchev, etc ano: 1965
R$ 30
Ver produto
Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
Descrição Observação importante: A revolta de Atlas é vendido em uma caixa única com 3 volumes que não poderão ser vendidos separadamente. O primeiro, o segundo e o terceiro volumes têm 352, 384 e 496 páginas, respectivamente. Resenha da Editora: Esta é a história do homem que disse que iria parar o motor do mundo. E parou. Era um destruidor ou o maior entre os libertadores? Com uma mensagem abrangente e atual, A revolta de Atlas é um suspense de tirar o fôlego, não sobre o assassinato de um homem, mas sobre o assassinato ? e o renascimento ? do espírito de um homem. Esta aclamada obra-prima começa com o questionamento angustiante "Quem é John Galt?", que se repete inúmeras vezes ao longo do livro, numa metáfora da reflexão do homem sobre a própria existência num mundo à beira do colapso. Este livro tornou Ayn Rand uma das maiores escritoras contemporâneas, elevando-a ao seleto grupo dos pensadores mais influentes e controversos de nossa época. A ação começa quando industriais, empresários, artistas e inventores se recusam a continuar sendo explorados pelo governo e pela sociedade. Por meio de uma incrível parábola política, a autora retrata os Estados Unidos como um país sombrio e decadente, dominado pela corrupção e mergulhado numa burocracia sem limites. Numa sociedade em que a manipulação da lei, a incompetência, os interesses políticos escusos e a culpa são usados para restringir a liberdade individual, a criatividade e a ambição, os cidadãos mais produtivos se veem impossibilitados de pensar e trabalhar. À medida que o controle do governo sobre todos os setores da economia aumenta, os principais inovadores e trabalhadores de diversos níveis hierárquicos desaparecem em circunstâncias misteriosas, abandonando negócios lucrativos ou empregos que antes garantiam seu sustento. Sem essas mentes privilegiadas para criar coisas novas e produzir riqueza para toda a sociedade, qual será o futuro do mundo? Você encontrará a resposta quando descobrir a razão por trás dos fatos desconcertantes que assolam a vida dos personagens de A revolta de Atlas. Sobre o Autor Ayn Rand nasceu em 1905, em São Petersburgo, na antiga União Soviética czarista. Precoce e determinada, aos 9 anos decidiu que seria autora de livros de ficção e acabou se tornando uma das escritoras mais influentes dos Estados Unidos. A fim de escapar da Revolução Russa, em 1917, mudou-se com os pais para a Crimeia. No entanto, após a vitória dos comunistas, o estabelecimento comercial de seu pai foi confiscado, e sua família passou fome. Na escola, ficou muito impressionada com as aulas de história americana e considerou os Estados Unidos o modelo de nação em que os homens poderiam ser livres, princípio presente em toda a sua obra. Ao retornar da Crimeia, foi estudar Filosofia e História na Universidade de Petrogrado, onde se formou em 1924. Em 1925, obteve permissão para visitar parentes nos Estados Unidos. Embora tenha informado às autoridades soviéticas que sua estada em território americano seria breve, nunca mais voltou à Rússia. We the Living é sua obra mais autobiográfica, baseada nos anos em que viveu sob o regime comunista em sua terra natal. A nascente apresenta o herói típico de Ayn Rand: o homem idealista, que tem a felicidade como objetivo moral de sua vida, a realização produtiva como atividade mais nobre e a razão como seu único princípio absoluto. Porta-voz do individualismo, Ayn acreditava que o homem nasce livre e pode fazer o que desejar. Ateia e opositora ferrenha do socialismo e de outras formas de coletivismo, sempre defendeu o indivíduo contra o Estado e qualquer tipo de divindade ou religião que o obrigue a abrir mão de seus direitos em favor do bem público. Em 1957, publicou sua última obra de ficção, A revolta de Atlas ? cujo título original é Atlas Shrugged. Neste livro, a grande realização de sua carreira, Ayn Rand foi brilhante ao transformar sua filosofia em uma história de mistério, combinando elementos da ética, da metafísica, da política, da economia e até da ficção científica. Retirada Rua César Lattes - Barra da Tijuca
R$ 100
Ver produto
Brasil (Todas as cidades)
Produto Novo Setenta anos após o término da Segunda Guerra Mundial, a Boitempo publica o relato testemunhal mais próximo e mais completo sobre a preparação, o fracasso e o desenlace trágico do atentado contra Adolf Hitler, em 20 de julho de 1944, que ficou conhecido como “Operação Valquíria”. Os diários que a princesa russa Marie Vassiltchikov manteve entre 1940 e 1945, durante seu exílio na Alemanha e em Viena, são um dos documentos mais notáveis que emergiram da guerra, considerados até hoje o único depoimento extenso contemporâneo desses acontecimentos, com notas tomadas no calor da hora. Testemunha “privilegiada” de um dos capítulos mais dramáticos da Segunda Guerra Mundial, Marie Vassiltchikov nasceu na Rússia em 1917 e, devido à sua origem nobre, em tempos de Revolução, cresceu como refugiada com sua família na Alemanha, na França e na Lituânia. Com o desenrolar da Guerra e o avanço do Exército Vermelho, a jovem acabou por fixar residência na Alemanha, onde, por ser poliglota, trabalhou no Ministério de Relações Exteriores do regime nazista e se tornou amiga dos militares alemães que planejaram a Conspiração de 20 de Julho. Quando começou a escrever, em 1940, Missie não imaginava que a guerra poderia durar tanto tempo e preocupava-se principalmente em resolver seus problemas imediatos, como arranjar trabalho, alimentar-se com os cupons de racionamento e compreender a situação que vivia. Observadora perspicaz, relata em suas anotações os detalhes da vida cotidiana de uma cidade em guerra, inclusive suas tentativas de manter uma vida social minimamente satisfatória, como jovem de 23 anos que era. Em 1945, já havia sentido o cheiro da decomposição de cadáveres nas ruínas bombardeadas de Berlim e Viena e perdido alguns dos seus melhores amigos, porém nunca abandonou a característica que faz seus escritos serem tão originais: a mescla entre seriedade e alegria de viver. Sempre teve consciência da gravidade do momento histórico pelo qual passava, mas nunca deixou de, ainda assim, tentar levar uma vida normal. "Diários de Berlim" é uma compilação dos escritos da aristocrata durante os anos de 1940-1945 e apresenta um relato único sobre a nobreza europeia – que se encontrava no meio da ocupação nazista e do avanço do exército russo – e sua ruína. A princesa russa escreve sobre a violência da guerra, com seus bombardeios, e também sobre sua vivência como estrangeira num país dominado pelos nazistas, com a crescente perseguição a civis, com o olhar de alguém que não era diretamente visado pelo regime, mas que era abalado por suas consequências diariamente. Mais de duzentos dos implicados no 20 de Julho foram julgados e executados com requintes de crueldade nos meses que se seguiram ao golpe, o que dizimou parte significativa da alta oficialidade das Forças Armadas alemãs e dos diplomatas do país, enquanto o III Reich agonizava. Os últimos executados foram mortos quando faltavam duas semanas para o fim da guerra, uma semana antes que Hitler se suicidasse, enquanto o Exército Vermelho já combatia dentro de Berlim. Características Autor: Vassiltchikov,Marie Peso: 0.675 I.S.B.N.: 9788575594117 Altura: 23.000000 Largura: 16.000000 Profundidade: 3.000000 Número de Páginas: 480 Idioma: Português Acabamento: Brochura Tradutor: Flávio Aguiar Número da edição: 1 Ano da edição: 2015
Ver produto
São Paulo (São Paulo)
livros novos, obra em 3 volumes, foto original. volume 1 (Ed. 1986), 772 páginas; volume 2 (Ed. 1988), 780 páginas; volume 3 (Ed. 1980), 788 páginas. Pela primeira vez no Brasil a obra selecionada de Lênin, líder e teórico da revolução socialista russa de 1917. Tradução do Instituto de Marxismo-Leninismo de Moscou. Edições Ilustradas *** aceitamos depósito bancário *** 11/17
Ver produto

Anúncios Classificados Grátis no Brasil | CLASF - copyright ©2021 www.clasf.com.br.